quarta-feira, maio 31, 2006


Escrevo palavras no meu corpo,
Um poema inteiro dedicado a ti.
Aplico-lhe dedadas, imperfeições,
Borrões.
Todo o meu corpo é um poema escrito
E os milhares de palavras que deixaste em mim
Deram-lhe carácter infinito,
Sem fim.
Quando vais, a tinta escorre
E algo em mim pranteia
Algo em mim desiste
Algo em mim te recorda
Cada vez que leio um poema triste.

1 Comments:

Blogger Unknown said...

Gosto da força das palavras.
Abraço

2:05 da manhã  

Publicar um comentário

<< Home

Free Website Counter
Free Website Counter