sábado, janeiro 27, 2007


Foram belos os dias
em que dançámos nús
na praça do teu umbigo.
Sabes quanto tempo levamos
sem nos drogar?
Tempo demais na minha agonia
de peixe sem respirar
Por vezes ainda abro a boca
Grito para nao me calar!
Cobre o meu corpo
da tua saliva
Fende as brechas da minha clausura
E despede-te de mim
com intensa ternura
Mexe-me as entranhas
com essa faca na mao
Marca-me mais uma vez
Para que o sonho seja real
Por fim.

2 Comments:

Blogger iluminatuparte said...

Palavras cruas e duras sempre, mas com muita realidade...

Quando serás o escritor das minhas obrinhas? ;)

Beijao

2:44 da tarde  
Blogger /me said...

Olá. :)
Foste tu que escreveste?

2:55 da tarde  

Publicar um comentário

<< Home

Free Website Counter
Free Website Counter